VAMOS A IGREJA OU SOMOS A IGREJA?

A maioria das pessoas tem uma ideia errada sobre o que é a Igreja. Precisamos então esquecer tudo que julgamos saber, olhar unicamente para a Palavra de Deus e pedir ao Senhor que nos mostre, em Cristo, a sua Igreja. Conhecendo a Cristo, conheceremos também a Igreja, que é o seu corpo.

Tal como Deus mostrou um modelo do tabernáculo para Moisés no monte Sinai e disse: “faça tudo segundo o modelo que viste no monte.”, assim também precisamos que Ele nos mostre a Igreja conforme a sua própria visão.

Nossa referência para conhecer da igreja não é a igreja dos séculos passados, nem sequer a igreja do primeiro século. Nossa referência é a igreja anterior a todos os séculos, a igreja que Deus se propôs a ter antes da fundação do mundo.

A igreja é o projeto eterno de Deus. Ela não nasceu na mente de Deus há 2.000 anos, quando enviou o Seu Filho ao mundo. A igreja estava na mente e no coração de Deus desde os séculos eternos, desde “antes da fundação do mundo”.

A igreja não foi o “Plano B” de Deus depois da queda do homem. A igreja é o “Plano A” de Deus desde antes de existirem homens ou demônios. A queda foi um desvio, um atentado contra o projeto eterno de Deus. A redenção fez as coisas voltarem ao plano original.

O que é a Igreja ?

Precisamos compreender que a igreja não é um edifício, um templo, uma construção ou um local para reuniões. Também não é uma instituição ou organização religiosa. Veja o que a bíblia diz:

Ef 1:22-23 “E sujeitou todas as coisas debaixo dos seus pés, e para ser cabeça sobre todas as coisas o deu à igreja, que é o seu corpo, o complemento daquele que cumpre tudo em todas as coisas.”

A Igreja é o CORPO DE CRISTO, do qual Ele próprio é o CABEÇA.

Rm12:4-5 “Pois assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma função, assim nós, embora muitos, somos um só corpo em Cristo, e individualmente uns dos outros.”

1Co12:12-23 “Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros do corpo, embora muitos, formam um só corpo, assim também é Cristo. Pois em um só Espírito fomos todos nós batizados em um só corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos quer livres; e a todos nós foi dado beber de um só Espírito.”

A Igreja é o CORPO DE CRISTO, e nós somos MEMBROS desse corpo, ligados uns aos outros.

A Igreja é a parcela da humanidade que tem Jesus Cristo como o Cabeça, ou seja, como o Senhor de suas vidas. É o conjunto de TODAS as pessoas que são salvas e redimidas pelo sangue de Jesus. Que tem COMPROMISSO umas com as outras e com Deus. Pessoas que CREEM no Seu nome e OBEDECEM as Suas ordens.

Ef4:15-16“Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual o corpo inteiro bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, efetua o seu crescimento para edificação de si mesmo em amor.”

A igreja é a FAMÍLIA que Deus se propôs a ter segundo o seu beneplácito, segundo a sua vontade, segundo as abundantes riquezas da sua graça. O que Jesus disse sobre a Igreja


O que Jesus disse sobre a Igreja

A Igreja é o mistério que esteve oculto por séculos e só foi plenamente revelado no Novo Testamento por meio do Espírito Santo. O Povo de Israel foi concebido para trazer ao mundo o messias. E o messias (Jesus) trouxe à luz a Igreja. Jesus não falou muito sobre a Igreja. Só encontramos duas referências diretas nos evangelhos:

Mt 16:15-19 "Mas vós, perguntou-lhes Jesus, quem dizeis que eu sou? Respondeu-lhe Simão Pedro: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. Disse-lhe Jesus: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelou, mas meu Pai, que está nos céus. Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares, pois, na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus."

Neste primeiro texto, Jesus fala sobre a Igreja em toda a terra. Todos aqueles que são salvos e redimidos pelo seu sangue: IGREJA UNIVERSAL.


Aqui vemos que a Igreja:

É sua Igreja. (e não nossa).

É uma única Igreja (Jesus só tem uma Igreja, e não muitas).

Edificada pelo próprio Cristo.

Edificada sobre a Rocha (verdade espiritual) que é Jesus.

Está fundamentada sobre a revelação de que quem é Jesus, o filho do Deus vivo.

É triunfante sobre as portas do inferno.

É Revestida de autoridade para ligar e desligar na terra e no céu.


Mt 18:15-20 "Ora, se teu irmão pecar, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, terás ganho teu irmão; mas se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda palavra seja confirmada. Se recusar ouvi-los, dize-o à igreja; e, se também recusar ouvir a igreja, considera-o como gentio e publicano. Em verdade vos digo: Tudo quanto ligardes na terra será ligado no céu; e tudo quanto desligardes na terra será desligado no céu. Ainda vos digo mais: Se dois de vós na terra concordarem acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles."

Este texto fala sobre a Igreja em uma determinada localidade: IGREJA LOCAL


Aqui aprendemos que a Igreja:

É composta de irmãos.

É envolvida em áreas de disciplina.

É suprida de um governo local.

É um corpo definido do qual uma pessoa pode ser expulsa.

É um corpo que tem poder para ligar e desligar no céu e na terra.

É unida em fé e oração

É um grupo de pessoas identificadas com o NOME de Cristo.

Um povo no qual Cristo promete estar.


Como Nasceu a Igreja

A Igreja já estava no coração de Deus desde antes da criação do mundo, mas ela foi trazia a existência pelo ministério de Jesus e pela operação do Espírito Santo. Jesus formou os discípulos e, com sua morte e ressurreição, preparou as condições necessárias para a vinda do Espírito Santo e o surgimento da Igreja.

At 2:1-3 "Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente veio do céu um ruído, como que de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. E lhes apareceram umas línguas como que de fogo, que se distribuíam, e sobre cada um deles pousou uma."

At 2: 37-47 "E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos? Pedro então lhes respondeu: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo. Porque a promessa vos pertence a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe: a quantos o Senhor nosso Deus chamar. E com muitas outras palavras dava testemunho, e os exortava, dizendo: salvai-vos desta geração perversa. De sorte que foram batizados os que receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas; e perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor, e muitos prodígios e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens e os repartiam por todos, segundo a necessidade de cada um. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos."

Com a vinda do Espírito Santo, aquele primeiro grupo de discípulos nasceu de novo e foi revestido com poder espiritual para viver e proclamar o que haviam recebido de Jesus. Eles eram a Igreja original, o resultado primeiro da obra de Jesus Cristo. Formavam uma comunidade que expressava a vida de Jesus ao mundo e proclamava a sua palavra.

At 2:44-47 “E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor, e muitos prodígios e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens e os repartiam por todos, segundo a necessidade de cada um. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos.”


Esse texto nos mostra entre os primeiro irmão havia:

Ensino da palavra

Comunhão (relacionamento)

Partir do pão (ceia)

Orações

Realização de milagres

Unidade

Partilha (suprimento mútuo)

Expressão pública (no pátio do templo dos judeus)

Trabalho nas casas

Louvor a Deus

Crescimento numérico


Decadência e Restauração

Olhando para a Igreja atual (de um modo geral), vemos que ela está longe de ser a Igreja gloriosa que encontramos no livro de Atos. A Igreja primitiva cria, pregava e praticava literalmente todo o Conselho de Deus. Eles permaneciam na doutrina dos apóstolos, no partir do pão, na comunhão e nas orações; e Deus testemunhava através deles com poder. Como, então, a Igreja falhou? Como ela de desviou da sã doutrina e entrou em densas trevas?

A Igreja começou a se enfraquecer quando abdicou da separação total das coisas do mundo, perdendo o poder espiritual, permitindo assim uma mistura com o fermento mundano (filosofias, costumes, concessões, interesses) que comprometeu a sua pureza e originalidade. Muitas crenças e doutrinas foram acrescentadas posteriormente, durante os anos de decadência e provocaram sérios desvios e muitos danos à humanidade. Muitos dessas crenças e costumes perduram até hoje.

Mas Deus está trabalhando para curar sua Igreja e trazê-la de volta ao projeto original. Estamos hoje em um processo de restauração.

Restaurar é trazer de volta ao estado original. (ex: uma pintura)


Três aspectos:

Abandonar tido que foi agregado pelos homens.

Manter as verdades que são originais e legítimas.

Recuperar as verdades que foram perdidas com o tempo.


Estamos em pleno processo de restauração. Ainda não estamos prontos, mas estamos sendo transformados. Não podemos nos apegar a nada que não faça parte do plano original de Deus para seu povo. Precisamos prosseguir para ser a Igreja que Ele quer. Ainda hoje esse processo de mudanças continua (estruturas da Igreja, discipulado, relação com Deus, dons, doutrinas etc.) e continuará até que a Igreja atinja a plenitude de Cristo.

A Igreja que Jesus virá buscar será uma Igreja santa e única. Jo 17


Uma só Igreja na cidade

I Co 1:2 "À igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para serem santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso"

Fp 1:1 "Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus que estão em Filipos, com os bispos e diáconos".

Estes e outros textos mostram que a Igreja em uma determinada localidade é única. A referência é sempre no singular e nunca no plural, pois só existe uma igreja em uma determinada localidade. A Igreja só está separada por localidades geográficas (cidades) e não por templos ou nomes.

Ap 1:11"Que dizia: O que vês, escreve-o num livro, e envia-o às sete igrejas: a Éfeso, a Esmirna, a Pérgamo, a Tiatira, a Sardes, a Filadélfia e a Laodicéia".

Ásia é um continente e as localidades citadas são cidades. No livro de Atos e em todo o novo testamento a Igreja não tinha nome. Todos os discípulos de Jesus fazem parte da mesma Igreja, quer sejam batistas, metodistas, católicos, das assembleias de Deus, etc.


De que igreja você é? - Da Igreja de Jesus!

Nós não pertencermos a nenhuma denominação religiosa. Quando alguém nos pergunta de que Igreja somos, temos a oportunidade de falar de Jesus, e não da organização religiosa.

Nós não somos a única Igreja na cidade, somos apenas parte dela, junto com todos os outros irmãos, independente da denominação. (O fato de não adotarmos um nome não pode ser uma barreira de separação, mas um facilitador para a unidade )

Mesmo havendo muitas barreiras de doutrina, de organização, de entendimento e outras mais, só existe uma Igreja em nossa cidade espalhada em várias congregações. Deus olha para a cidade e vê uma única Igreja. Nossa carnalidade é que a divide.


Local de reuniões não é templo

Antes de Jesus as pessoas iam uma vez por ano até Jerusalém para oferecer sacrifícios pelos seus pecados e para adorar a Deus. Havia ali um templo dividido em 3 partes (Átrio, Santo Lugar e Santo dos Santos) que representava a presença de Deus. Havia um véu que separava o Santo dos Santos do Santo Lugar e só o sumo-sacerdote podia entra lá para oferecer sacrifício pelo povo. É comum encontrarmos na bíblia diversas associações entre Deus e o templo em expressões como “Deus está no templo”, “sua glória está no templo” e muitas outras.

Mas quando Jesus morreu, o véu do templo se rasgou de alto a baixo, iniciando uma nova aliança que não dependia mais de um lugar específico para o culto a Deus. Deus não está no templo. Com o fim dos rituais e tradições judaicas, todos nós podemos ter acesso à presença de Deus por meio de Jesus a toda ora e em todo lugar.

Jo 4:21-24 “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.”

Deus não está num templo. Ele é onipresente e podemos adorá-lo em espirito em qualquer lugar que estivermos. Existe um costume errado de se chamar de templo, o local onde a Igreja se reúne. O prédio ou salão onde a igreja se reúne não templo, é apenas uma construção, um edifício. Ele não tem nada de santo ou sagrado e não abriga a presença de Deus. Por mais solene que seja é apenas um edifício e não um templo.

Atos 7:48-49 mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta: O céu é meu trono, e a terra o estrado dos meus pés.


Local de reuniões não é Igreja

Outro erro comum é chamar de Igreja o local de reuniões da Igreja. Daí surgem expressões como “vou á igreja” ou “em que igreja você vai?”, como se a igreja fosse um lugar. Esse conceito é tão forte que Igreja passou ater até endereço. Mas a igreja não é um edifício, nem um lugar. A Igreja são as pessoas. Nós não vamos à igreja, nós somos a igreja (ou parte dela).

A Igreja são as pessoas que tem Jesus Cristo como seu cabeça, como seu Senhor. A Igreja é o corpo de Cristo e nós somos membros uns dos outros.

Ef 1:22-23 “…e sujeitou todas as coisas debaixo dos seus pés, e para ser cabeça sobre todas as coisas o deu à igreja, que é o seu corpo, o complemento daquele que cumpre tudo em todas as coisas.”

Rm 12:5 “…assim nós, embora muitos, somos um só corpo em Cristo, e individualmente membros uns dos outros.”

A Igreja é um conjunto de pessoas salvas e redimidas por Jesus, com compromisso umas com as outras e com Deus e que estão envolvidas na sua cidade para testemunhar de Cristo e proclamar a sua Palavra.


Nós somos o templo

1Co 3:16 Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?

1Co 6:19 Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?

A Igreja é formada por pessoas nas quais habita o Espírito de Deus. Assim, a Igreja é o templo de Deus. Deus habita na Igreja, nas pessoas. Onde quer que estejamos, carregamos conosco a presença de Deus!

Ef 2:19-22 Assim, pois, não sois mais estrangeiros, nem forasteiros, antes sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra da esquina; no qual todo o edifício bem ajustado cresce para templo santo no Senhor, no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus no Espírito.


A Igreja nas casas

A igreja que vemos no início do livro de Atos, formada por mais de 3.000 pessoas, não tinha salão de reuniões nem endereço, mas impactou a cidade com sua vida e se expandiu para o mundo todo. Como eles se reuniam? Como se edificavam? Onde se encontravam?

At 2:44-47 “Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens e os repartiam por todos, segundo a necessidade de cada um. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos.”

A Igreja se reunia no templo e nas casas. O templo aqui não era da igreja. Era o templo dos judeus, usado para os rituais judaicos e a igreja não podia entrar nele. Mas havia ali uma área externa, de livre acesso, semelhante a uma praça publica e os irmãos se encontravam ali para orar, proclamar e se edificar. Também se reunião nas casas, onde partiam o pão, oravam e se edificavam mutuamente.

Foi o Espírito Santo quem conduziu a Igreja para as casa, pois quando se iniciaram a perseguição a Igreja se espalhou por toda a região e quanto mais era perseguida, mais se espalhava, atingindo até a Ásia, Grécia, Acaia e outras regiões. Onde quer que fosse morar um cristão era pregado o evangelho, ganhava pessoas para Cristo e a Igreja crescia. Se eles estivessem apegados a um lugar, a um templo , talvez a história da igreja terminasse aí.

Em toda a bíblia não encontramos nenhum indício de construção de templos ou salões para as reuniões da igreja. Ela se reunia basicamente nas casas dos irmãos e em locais públicos.

Act 20:20 como não me esquivei de vos anunciar coisa alguma que útil seja, ensinando-vos publicamente e de casa em casa.

Rm 16:3-5;14-15 “Saudai a Prisca e a Áqüila, meus cooperadores em Cristo Jesus, os quais pela minha vida expuseram as suas cabeças; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios. Saudai também a igreja que está na casa deles. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Ásia para Cristo”. “Saudai a Asíncrito, a Flegonte, a Hermes, a Pátrobas, a Hermes, e aos irmãos que estão com eles. Saudai a Filólogo e a Júlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olimpas, e a todos os santos que com eles estão.”

I Co 16:15-19 “Agora vos rogo, irmãos - pois sabeis que a família de Estéfanas é as primícias da Acaía, e que se tem dedicado ao ministério dos santos - que também vos sujeiteis aos tais, e a todo aquele que auxilia na obra e trabalha. Regozijo-me com a vinda de Estéfanas, de Fortunato e de Acaico; porque estes supriram o que da vossa parte me faltava. Porque recrearam o meu espírito assim como o vosso. Reconhecei, pois, aos tais. As igrejas da Ásia vos saúdam. Saúdam-vos afetuosamente no Senhor Aqüila e Prisca, com a igreja que está em sua casa”.

Cl 4:15 “Saudai aos irmãos que estão em Laodicéia, e a Ninfas e a igreja que está em sua casa.”